quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Dama do Dia...(Andrea Lucia)

Não sou dama do dia...
Gosto das noitadas,
Dos bares, das baladas.
Não sou dama do dia...
Gosto das madrugadas,
Das farras, das toadas.
Não sou dama do dia...
Gosto das festas,
Das serestas,
Gosto da boemia.
Não sou dama do dia...
Sou dama do ocaso
Uma dama sem caso
Uma alma vazia.
Não sou dama do dia...
Sou dama do amor
Sem drama, sem dor
Sou dama da fantasia.
Não sou dama do dia...
Sou rainha sem trono
Sou diva sem patrono
Sou festa, sou alegria.
Não sou dama do dia...
Sou dona do encanto
Dama sem recanto
Sou dama da folia!

6 comentários:

Juh disse...

Andrea, que responsabilidade deixar um comentário sobre qualquer obra prima.

Bom, adorei o seu blog.

Além do seu talento nato,

as imagens se somam a suas palavras

fazendo aflorar um sentimento de conforto

que longe de apaziguar, põe em chamas

os nossos sentimentos...

Eu sou um orgulhoso amigo de uma poetisa.

Júüh.

Andrea Lucia disse...

Valeu Juh..Vc, como sempre, me apoiando e incentivando!
Obrigada!!!!
Beijão,
Andrea.

Regina Santos disse...

adorei Andreia,me senti descrita nos teus versos alias diga-se de passagem todos maravilhosos lindamente elaborados elustrados com belissimas imagens, meus parabens, nada mais a declarar sem palavras, embasbaquei hehehe bjs

Andrea Lucia disse...

Regina!
Muito obrigada pela visita...
Ah..vou visitar o seu blog, tb!
Sou fã do que vc escreve, viu?
Beijos

Prosa & Verso disse...

Andréa,
Adorei sua forma delicada, suave e faceira de escrever.
Parabéns!
Assim como você, na noite busco a arte, da noite sou artista.
Beijo,
da Maria Lucia

Andrea Lucia disse...

Maria Lucia!!!

Desculpe a demora pra lhe responder...

Eu adorei o seu recado!!..risoss

Obrigada.

Beijão